O Museu da Caixa d’Água Velha estará aberto para visitação durante o período de férias em Cuiabá. O local fica aberto para visitação de segunda a sexta-feira das 8h às 17h, e nos sábados, domingos e feriados das 9h às 17h. A entrada é gratuita. O local, que antes era usado como reservatório para abastecer a população local, foi transformado em espaço para receber exposições.

De acordo com a diretora de projetos da Secretaria de Turismo de Cuiabá, Neila Barreto, o local foi construído em 1882 para servir como o primeiro sistema de abastecimento público sem tratamento de água da capital. Na época, o centro fornecia água para cerca de 25 mil pessoas, e funcionou até o ano de 1945. “Entre esta data e 2007, quando foi restaurada, a caixa ficou coberto de mata e invisível para a população. Todas as tubulações e peças foram mantidas, inclusive as saídas que abasteciam as bicas espalhadas por alguns pontos da cidade”, relata a diretora.

Desativado nos anos 1940, o local abrigou posteriormente uma rádio e, por muito tempo, foi palco de ensaios de uma escola de samba. Em 1991, foi tombado patrimônio municipal. Durante a década de 2000, passou por reformas e processos de restauração para a implantação do museu, inaugurado em novembro de 2007.

Além de visitar o antigo centro de abastecimento, o público poderá conhecer parte do acervo de um antigo comerciante de Cuiabá, Nésio Lotufo. Ele montou um painel com peças como tecidos, torneiras, canos da época, e doou para o museu. Um outro acervo disponível no local é de Clívio Moura, artesão que fez peças dos santos padroeiros da região.

Até fevereiro de 2014, é possível conferir no museu a mostra “Kuyaverá”, que traz 44 imagens da capital mato-grossense produzidas por mais de cem fotógrafos amadores e profissionais participantes do projeto “Maratona Fotográfica”. Realizado em outubro, o projeto desafiou os fotógrafos a produzirem imagens de Cuiabá num período de apenas 24 horas.

Localizado em cima de um morro, o museu fica na esquina da Rua Nossa Senhora de Santana com a Rua Comandante Costa, no Centro da capital.